Impresso de LubavitchCopacabana.org

Por que cobrar?

  • "Por que vocês cobram para rezar em Yom Kipur?"

    Confesso que esta pergunta mexe comigo. Ela me traz de volta no tempo, pois quando criança eu tive essa mesma dúvida.

    Antes de expor meus pensamentos, quero só reformular a pergunta: "Por que cobrar o assento?" pois não conheço nenhuma sinagoga no mundo, pelo menos as ortodoxas, que impeça alguém de rezar junto dos seus irmãos por não ter comprado um lugar. Pelo contrário, vejo pessoas que pagaram pelo lugar, cedendo-os para alguém que vem procurar o contato com D-us nesses dias únicos.

    Então, retomando, por que as sinagogas vendem lugares, às vezes com diferentes preços!?

    Como eu disse anteriormente, essa questão sempre me incomodou e justamente por isso, hoje, liderando uma congregação, percebo como é importante explicar essa conduta.

    A sinagoga sempre foi, e cada vez mais é, um porto seguro e uma referência na vida de cada um de nós, em meio a um mundo tão turbulento, no qual vivemos.

    A sinagoga não é de ninguém, é de todos. Sendo assim, cabe a todos mantê-la. Por mais cuidado que tenhamos na administração de recursos escassos, é preciso cobrir os custos para manter um lugar aberto para o público, limpo, seguro e com funcionários capacitados a recepcionar e auxiliar a todos. Kidush, eventos, atividades e festas, além dos custos fixos que recaem sobre qualquer estabelecimento, somados acabam custando muito caro.

    Em cada sinagoga há pessoas conscientes e generosas que extendem a mão, contribuindo mensalmente com dinheiro e/ou trabalho voluntário. É graças a pessoas como essas que o judaísmo se mantém vivo e vibrante. No entanto, para cumprir com todas as demandas financeiras e fechar as contas, é necessário acrescentar recursos para compor o orçamento anual e é justamente aí que entram as contribuições de Rosh Hashaná e Yom Kipur – popularmente chamadas de "venda de lugares", mas que, na verdade, geram uma renda vital para o funcionamento das sinagogas ao longo do ano inteiro.

    Hoje eu realmente entendo que essa é a forma correta de enxergar essas "vendas". 

    As sinagogas, uma vez por ano, têm a oportunidade de tentar conscientizar os seus frequentadores da importância de participar dela também financeiramente, a fim de possibilitar que essa instituição, que lhes é tão importante, continue existindo.

    No entanto, é importante deixar claro que o principal objetivo de uma sinagoga é ser a casa de todo e qualquer judeu. Portanto, todos são bem-vindos e todos são iguais perante a Kehilá e perante o Criador, independentemente de sua religiosidade, filosofia ou condição financeira!

    * * *

    No Lubavitch Copacabana, especificamente, todos têm lugar garantido nas Grandes Festas. 

    Adaptamos os preços de acordo com as possibilidades de cada um. Quem não pode arcar com o valor sugerido, que entre em contato conosco e teremos o maior prazer em reservar um assento de acordo com as suas possibilidades. Será nossa maior alegria poder receber a todos por igual.  Ketiva Vechatima Tova!

    Rabino Ilan Stiefelmann
    @Lubavitch Copacabana

  • _____________________________________________

    PEDIDO DE ASSENTOS PARA YAMIM NORAIM

    Favor preencher os seus dados e quanto poderia pagar e entraremos em contato. 

    Desde já seja bem vindo a grande família do Lubavitch Copacabana 

  • Should be Empty: